Processo de Afonso Ribeiro

Crime/Acusação

jactância e perjúrio

Data da prisão

11/11/1654

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-novo

Idade

26 anos

Mãe

Isabel Lopes, cristã-nova

Morada

Elvas

Naturalidade

Elvas

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

João Gomes Ribeiro, cristão-novo, mercador

Sentença

auto-da-fé de 29/10/1656. Cárcere e hábito penitencial perpétuo sem remissão, ser açoitado publicamente, degredo para as galés, por oito anos, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cônjuge

Juliana Correia, 3/4 de cristã-nova

Cargos, funções, actividades

mercador

Notas

O réu passou a residir em Lisboa.