Processo de Tomé Fernandes

Crime/Acusação

bigamia

Data da prisão

01/06/1619

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

44 anos

Mãe

Margarida Fernandes

Morada

Leiria

Naturalidade

Leiria

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

João Fernandes, trabalhador

Sentença

auto-da-fé de 10/11/1619. Abjuração de leve, degredo para as galés por 5 anos, ser açoutado publicamente, fazer vida com a mulher legítima, penitências espirituais e pagamento de custas.

Cônjuge

Margarida Pires

Cargos, funções, actividades

guarda dos mandados da Igreja e jurado da Câmara de Leiria.

Notas

O réu casou segunda vez com Isabel Vaz.