Processo de Sebastião Fernandes

Crime/Acusação

blasfémia e bigamia

Data da prisão

29/04/1617

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

30 anos

Mãe

Ana Fernandes, cristã-velha

Morada

Alcácer do Sal

Naturalidade

Alcácer do Sal

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Luís Fernandes, cristão-velho, bengaleiro

Sentença

09/12/1619. Considerado doente mental, deve entregar-se a um parente que tome conta dele.

Cônjuge

Maria dos Santos ou Maria Gonçalves, primeira mulher

Cargos, funções, actividades

sapateiro

Notas

O réu casou segunda vez com Francisca Sermenha O réu foi preso pela Inquisição de Évora em 29/04/1617.