Processo de Francisco Gonçalves

Crime/Acusação

bigamia

Data da prisão

09/08/1653

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

39 anos

Mãe

Domingas Dias

Morada

Lisboa

Naturalidade

Castanheira, freguesia de S. Vicente do Chão, termo de Montalegre, Braga

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Gonçalo Gonçalves, trabalhador

Sentença

auto-da-fé de 11/10/1654. Abjuração de leve, ser açoitado publicamente, degredo para as galés por tempo de 7 anos, cárcere a arbítrio, penitências espirituais e pagamento de custas.

Cônjuge

Ana Gonçalves, primeira mulher

Cargos, funções, actividades

trabalhador das caixas de açúcar e acarretador

Notas

O réu casou segunda vez com Ana Pires.