Processo de Domingos Martins

Crime/Acusação

bruxaria e feitiçaria

Data da prisão

17/10/1731

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

40 anos

Mãe

Catarina Luís

Naturalidade

São Bartolomeu de Carvicães, termo da vila de Mós, bispado de Miranda

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Domingos Martins Lopo, lavrador

Sentença

auto-da-fé 06/07/1732. Confisco de bens, ir ao auto-da-fé com carocha e rótulo de feiticeiro, abjuração em forma, cárcere e hábito penitencial perpétuo, açoitado publicamente, degredo para as galés, por três anos, não voltar a entrar na aldeia de Santa Bárbara, termo de Faro, instrução na fé católica, penitências espirituais.

Cônjuge

Maria das Candeias

Cargos, funções, actividades

trabalhador, vedor de águas