Processo de Álvaro Gonçalves Parada

Crime/Acusação

blasfémias

Data da prisão

12/10/1624

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

50 anos

Mãe

Isabel Gonçalves

Morada

Sardoal

Naturalidade

Sardoal

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

António Gonçalves

Sentença

auto-da-fé privado de 12/06/1625. Repreendido e advertido a não reincidir, penitências espirituais, pagamento de custas

Cônjuge

Isabel Lopes

Cargos, funções, actividades

vivendo de seu trabalho e indústria