Processo de Miguel da Cruz Pereira

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

07/08/1751

Estado civil

solteiro

Estatuto social

cristão-novo

Idade

23 anos

Mãe

Branca Pereira

Morada

Fundão, bispado da Guarda

Naturalidade

Fundão, bispado da Guarda

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

João da Cruz, mercador

Sentença

auto-da-fé de 24/11/1752. Confisco de bens, abjuração em forma, cárcere a arbítrio dos inquidores, hábito penitencial, penitências espirituais.

Cargos, funções, actividades

sapateiro

Notas

O réu apresentou-se no Lugar do Telhado em 03/11/1749.