Processo de Estevão da Paz Moreno

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

31/03/1670

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-novo

Idade

50 anos

Mãe

Isabel da Paz, cristã-nova

Morada

Alcácer do Sal

Naturalidade

Alcácer do Sal

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Francisco Pires, cristão-novo

Sentença

auto-da-fé de 02/05/1682. Abjuração de veemente, cárcere a arbítrio dos inquisidores, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cônjuge

Catarina Correia Gramacha, cristã-velha

Cargos, funções, actividades

vivia de sua fazenda

Notas

O réu foi casado a primeira vez com Ana de Leão Sottomaior.