Processo de Francisco da Costa Xavier

Crime/Acusação

sacrilheresia

Data da prisão

04/05/1771

Estado civil

solteiro

Estatuto social

escravo crioulo

Idade

23 anos

Mãe

Rosa Maria do Rosário, escrava

Morada

Grão Pará, Brasil

Naturalidade

Baía, Brasil

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Caetano da Costa Bravo, escravo

Sentença

auto-da-fé privado de 28/09/1771. Abjuração de veemente, açoitado publicamente, degredo para as galés, por dez anos, instrução na fé católica, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cargos, funções, actividades

oficial de sapateiro

Notas

O reí foi escravo de Manuel Joaquim de Sousa Feio, sargento-mor ajudante das Ordens.