Processo de D. Justa Maria

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

09/07/1711

Estado civil

viúva

Estatuto social

cristã-nova

Idade

52 anos

Mãe

Leonor Nunes

Morada

Almada

Naturalidade

Idanha-A-Nova, bispado da Guarda

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Diogo Lopes Penteado, sargento-mor

Sentença

auto-da-fé de 09/07/1713. Confisco de bens, abjuração em forma, cárcere e hábito perpétuo, penitências espirituais.

Cônjuge

Manuel Rodrigues Ramalho, médico