Processo de Simão Rodrigues Aires

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

04/10/1660

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-novo

Idade

59 anos

Mãe

Luísa de Almeida

Morada

Guarda

Naturalidade

Guarda

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Simão Rodrigues Aires, mercador

Sentença

auto-da-fé de 11/03/1668, no Terreiro do Paço. Excomunhão maior, confisco de bens, relaxado à justiça secular em estátua .

Cônjuge

Maria Henriques, cristã-nova, segunda mulher

Cargos, funções, actividades

mercador

Notas

O réu faleceu no cárcere em 29 de Janeiro de 1662.