Processo de António Henriques

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

21/02/1667, pela Inquisição de Coimbra.

Estado civil

casado

Estatuto social

3/4 de cristão-novo

Idade

37 anos

Mãe

Paula de Castro, 1/2 cristã-nova

Morada

Vilarinho, Mogadouro

Naturalidade

Azinhoso, Mogadouro

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Jerónimo Henriques, cristão-novo, mercador

Sentença

auto-da-fé de 30/03/1669. Confisco de bens, abjuração em forma, cárcere e hábito a arbítrio, penitências espirituais.

Cônjuge

Isabel Fernandes, terceira mulher, cristã-nova

Cargos, funções, actividades

mercador

Notas

O réu foi casado com Francisca Dias, primeira mulher e Branca Lopes, segunda mulher. Foi entregue na Inquisição de Lisboa em 02/01/1669.