Processo de José Luís Mendes e outros

  • Código de referência: PT/TT/TSO-IL/028/00411
  • Crime/Acusação: proposições heréticas
  • Origem: Inquisição de Lisboa
  • Notas: Trata-se de um conjunto de diligências para averiguação dos presumíveis réus. O réu, José Luís Mendes, boticário na rua do Lavradio, Rio de Janeiro, pertencia a uma associação de seguidores de ideias libertinas da qual, também, faziam parte: António Joaquim de Santa Ana, mestre de retórica grega, Luís Gonçalves, Manuel Ferreira, mestre de escola régio, José Jacinto de Sá e João Lourenço, seu irmão, João Rodrigues Pereira, Luís Mendes Monteiro, António Bandeira de Gouveia, boticário na rua do Ouvidor, Rio de Janeiro, Manuel José da Silva Gil, mercador. Os réus José Luís Mendes e António Bandeira de Gouveia, em cujas suas casas eram feitas as palestras libertinas, foram repreendidos em 06/09/1799 e 09/09/1799 respectivamente, por requerimento apresentado na Mesa pelo Promotor Fiscal do Santo Oficio.