Processo de José Caetano

Crime/Acusação

bigamia

Data da prisão

06/07/1796

Estado civil

viúvo

Idade

34 anos

Mãe

Maria de São José

Naturalidade

Lagoa, freguesia de Nossa Senhora da Luz

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

José Fernandes

Sentença

auto-da-fé privado de 31/08/1796. Abjuração de leve, açoitado pelas ruas públicas de Lisboa, degredo nas galés por tempo de 7 anos e penitências espirituais.

Cônjuge

Rosa Teresa

Cargos, funções, actividades

soldado, desertor do Regimento da Artilharia de Faro

Notas

O réu casou com Maria Inês estando ainda viva a primeira mulher legítima. A segunda mulher requereu a nulidade do matrimónio em 1799. O réu não cumpriu a totalidade do degrego nas galés, a seu pedido, e foi enviado para a cadeia de onde saíra, em 19 de Janeiro de 1801.