Processo de freira Leonor da Encarnação

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

02/02/1638

Estado civil

solteira

Estatuto social

1/2 cristã-nova

Idade

54 anos

Mãe

Brites da Costa, 1/2 cristã-nova

Morada

convento do Espírito Santo, Torres Novas

Naturalidade

Lisboa

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

doutor Francisco Gomes Gago, 1/2 cristão-novo

Sentença

auto-da-fé privado de 21/06/1640. Abjuração de leve, privada de voz activa e passiva, por três anos, cárcere a arbítrio dos inquisidores, instrução na fé católica, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cargos, funções, actividades

freira professa no convento do Espírito Santo de Torres Novas

Notas

Contém três panos de linho com texto bordado (dois de cor vermelha e um de cor castanha), entre os fl. 43 e 44, que foram entregues na Mesa, pelo padre Valeriano de Frias, religioso da Companhia de Jesus, que serviram como elementos de prova.