Processo de Mateus da Costa

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

06/12/1646

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-novo

Idade

65 anos

Mãe

Maria da Costa, rendeira

Morada

Pojuca, Pernambuco, Baía

Naturalidade

Favaios, Comarca de Lamego

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Diogo Lopes, rendeiro

Sentença

auto-da-fé de [1652]. Ir ao auto-da-fé com vela acesa na mão, abjuração de veemente, cárcere a arbítrio dos inquisidores, instrução na fé católica, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cônjuge

Francisca da Silva, cristã-nova

Cargos, funções, actividades

ex-mercador, lavrador de cana de açúcar, no engenho de João [Tenório] de Molina