Processo de António Pires

Crime/Acusação

blasfémia

Data da prisão

13/01/1609

Estado civil

casado

Naturalidade

Cortes, Tortozendo, termo da Covilhã

Origem

Inquisição de Lisboa

Cônjuge

Isabel Antunes

Notas

Pelos autos de 19/01/1609, o réu foi absolvido.