processo do padre António Álvares Pugas

Crime/Acusação

solicitação

Data da prisão

15/12/1742

Estado civil

solteiro

Idade

46 anos

Mãe

Inês Gonçalves

Morada

Sabará, Minas de Ouro, Brasil

Naturalidade

Gondim, São Miguel da Facha, Guimarães

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Francisco Álvares Puga, lavrador

Sentença

01/07/1744. Abjuração de leve, privado para sempre de poder confessar, oito anos de suspensão das ordens, oito anos de degredo para fora do Bispado do Rio de Janeiro, não entrar mais no recolhimento das Macaúbas, penitências espirituais.

Notas

O réu era presbítero do hábito de São Pedro e capelão do recolhimento de Nossa Senhora da Conceição da Macaúba.