Processo de Diogo Álvares

Crime/Acusação

sodomia

Data da prisão

31/12/1557

Estado civil

viúvo

Estatuto social

[cristão-velho]

Idade

60 anos

Mãe

Beatriz Vaz ou Beatriz Vasques, cristã-velha

Morada

Portalegre

Naturalidade

Portalegre

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

João Álvares

Sentença

auto-da-fé de 21/01/1557. Degredo perpétuo do Reino, por ordem de Sua Alteza, tendo dois meses para sair do mesmo.

Cargos, funções, actividades

ermitão