Processo de Florência Martins

Crime/Acusação

bigamia

Data da prisão

10/09/1766

Estado civil

casada

Estatuto social

índia de nação Baré

Idade

28 anos

Mãe

Infiel, índia

Morada

Poiares, capitania do Rio Negro, bispado do Pará, Barsil

Naturalidade

vila de Tomás, Capitania do Rio Negro, bispado do Pará, Brasil

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Diogo Leandro, índio

Cônjuge

Julião Coelho, índio,

Notas

Por assento da Mesa do Conselho Geral do Santo Ofício de 11/10/1768 foi ordenado que a ré fosse solta da prisão, mas asperamente repreendida e admoestada a viver com o seu primeiro marido. A ré contraiu um segundo matrimónio com António da Maia de Lima, índio. A ré entrou no cárcere de Lisboa a 30/09/1768.

Outras formas do nome

Florência Perpétua