Processo de Rosaura

  • Código de referência: PT/TT/TSO-IL/028/00222
  • Crime/Acusação: bigamia
  • Data da prisão: 30/01/1764
  • Estado civil: Casada
  • Estatuto social: índia
  • Idade: 36 anos
  • Mãe: Viruru Mau
  • Morada: fazenda de São Lourenço do Guarape Grande, bispado do Pará, Brasil
  • Naturalidade: Gupuras, Rio Solimões, Brasil
  • Origem: Inquisição de Lisboa
  • Pai: Jangaré
  • Cônjuge: Ventura, índio
  • Cargos, funções, actividades: trabalhadora
  • Notas: Por assento da Mesa do Conselho Geral do Santo Ofício, de 11/10/1768, foi ordenado que a ré fosse admoestada para que fizesse vida com seu primeiro marido. A ré foi entregue ao cárcere de Lisboa a 30/09/1768. A ré, que trabalhava na fazenda pertencente aos religiosos da Ordem de Nossa Senhora das Mercês de Guararape Grande, contraiu um segundo matrimónio com Francisco, do Terreiro da fazenda e administração dos religiosos de Fazenda de Vale de Cães, mais tarde um terceiro matrimónio com Paulino, índio, pedreiro da mesma administração.
  • Outras formas do nome: Rosa