Processo de Carlos António de Carvalho

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

01/06/1768

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-novo

Idade

35 anos

Mãe

Brites Maria Teodora, cristã-nova

Morada

Santa Iria, Santarém

Naturalidade

Santa Iria, Santarém

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Henrique de Carvalho, cristão-novo, mercador

Sentença

auto-da-fé de 16/06/1768. Foi-lhe concedida licença para ir para a Vila de Santarém, onde é morador, com a obrigação de se apresentar na Sala da Inquisição, todas as vezes que for chamado pela Mesa.

Cônjuge

Rita Joaquina da Silveira, cristã-nova

Cargos, funções, actividades

ourives do ouro