Processo de Anselmo da Costa

Crime/Acusação

superstições

Data da prisão

1764

Estado civil

solteiro

Estatuto social

índio

Idade

14 anos

Mãe

Tomásia do Rosário

Morada

freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Benfica, bispado de Grão-Pará

Naturalidade

Nossa Senhora da Conceição de Benfica, bispado de Grão-Pará

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Atanásio da Silva. Outras formas do nome: Custódio da Silva, carpinteiro

Cargos, funções, actividades

carpinteiro

Notas

Por assento da Mesa do Conselho Geral do Santo Ofício, de 11/10/1768, foi ordenado que o réu fosse asperamente repreendido e posto em liberdade. O réu entrou no cárcere de Lisboa a 30/09/1768. O processo foi arquivado por falta de provas.