Processo de Manuel da Costa

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

24/09/1670

Estado civil

casado

Estatuto social

parte de cristão-novo

Idade

24 anos

Mãe

Maria Gomes, cristã-velha

Morada

Lisboa

Naturalidade

Montemor-o-Velho

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Manuel da Costa, cristão-novo, escrevente

Sentença

auto-da-fé de 10/12/1673. Confisco de bens, abjuração em forma, cárcere e hábito penitencial perpétuos, instrução na fé católica, penitências espirituais, pagamento de custas.

Cônjuge

Maria dos Reis, cristã-velha

Cargos, funções, actividades

homem do mar

Notas

O reu foi assistente em Pernambuco, Brasil, onde foi preso.