Processo de Maria da Fonseca

Crime/Acusação

judaísmo, heresia e apostasia

Data da prisão

29/08/1668

Estado civil

casada

Estatuto social

1/4 de cristã-nova

Idade

45 anos

Mãe

Leonor da Fonseca

Morada

Trancoso

Naturalidade

Trancoso

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

João Tavares Pacheco, cavaleiro da Ordem de Cristo

Sentença

Excomunhão maior, confisco de bens, relaxada à justiça secular.

Cônjuge

Nuno Alvares Perreira, mercador

Notas

A ré foi presa nos cárceres da Inquisição de Coimbra a 01/07/1663, e viria a falecer nos cárceres da Inquisição de Lisboa a 04/11/1670.