Processo de Mateus da Costa Veiga

Crime/Acusação

judaísmo

Data da prisão

20/06/1672

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-novo

Idade

39 anos

Mãe

Juliana Brandão, cristã-nova

Morada

Lisboa

Naturalidade

Lisboa

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Francisco de Matos Veiga, cristão-novo, sem ofício

Sentença

auto-da-fé de 10/12/1673. Confisco de bens, abjuração em forma, cárcere e hábito penitencial a arbítrio dos inquisidores, instrução na fé católica, penitências espirituais.

Cônjuge

Maria Soares Pereira, cristã-velha

Cargos, funções, actividades

sem ofício