Processo de frei Manuel da Apresentação

  • Código de referência: PT/TT/TSO-IL/028/00067
  • Crime/Acusação: judaísmo
  • Data da prisão: 14/04/1672
  • Estado civil: solteiro
  • Estatuto social: parte de cristão-novo
  • Idade: 27 anos
  • Mãe: Inês da Costa
  • Morada: convento do Bom Jesus de Balhelhas
  • Naturalidade: Montemor-o-Velho
  • Origem: Inquisição de Lisboa
  • Pai: António Luís "o Pardal", sapateiro
  • Sentença: auto-da-fé de 02/01/1674. Abjuração em forma, cárcere e hábito perpétuo, privado de voz activa e passiva e do exercício de suas ordens para sempre, penitências espirituais.
  • Cargos, funções, actividades: religioso professo da Ordem de São Francisco da Província de Portugal, sacerdote
  • Notas: No decurso do processo pelo qual foi detido, o réu apresentou-se voluntariamente, a 26 de Abril de 1672, confessando as culpas de sodomia, constituindo-se assim culpado de outro crime, tendo sido sentenciado no auto-da-fé privado de 5 de Janeiro de 1674 para não tornar a cometer tal crime.
  • Outras formas do nome: Manuel da Costa