processo do padre Alexandre de Figueiredo

Crime/Acusação

sacrilégio

Data da prisão

21/05/1743

Estado civil

solteiro

Idade

42 anos

Mãe

Anastácia de Figueiredo

Morada

Várzea, termo de Santarém

Naturalidade

Porto de Mós

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Francisco Pires, oficial de ferreiro

Sentença

auto-da-fé de 27/07/1743. Advertido a não repetir a culpa.

Cargos, funções, actividades

padre, cura da freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Várzea