Processo de Manuel Gonçalves Laranjo

Crime/Acusação

sacrilégio

Data da prisão

10/10/1759

Estado civil

casado

Estatuto social

cristão-velho

Idade

66 anos

Mãe

Maria Dias

Morada

Biscoitos, Praia, Bispado de Angra do Heroísmo, Ilha Terceira, Açores

Naturalidade

Casa de Ribeira, freguesia da Vila da Praia, Açores

Origem

Inquisição de Lisboa

Pai

Manuel Gonçalves Laranjo, trabalhador,

Sentença

13/08/1761. Asperamente repreendido na Mesa.

Cônjuge

Mariana Josefa, segunda mulher